História da Camisa do Santos FC

Em 14 de abril de 1912, três esportistas da cidade de Santos (SP), Francisco Raymundo Marques, Mário Ferraz de Campos e Argemiro de Souza Júnior, fundaram um dos clubes mais emblemáticos e famosos do planeta: o Santos Futebol Clube. Antes de vestir o tradicional branco, o clube da Vila mais famosa do mundo utilizou, acredite se quiser, tricolor! O primeiro manto da equipe foi listrado em azul e branco com frisos dourados.

A camisa tricolor do Peixe.

 

Depois de alguns meses, os dirigentes santistas perceberam que era bem difícil confeccionar uniformes nessas cores e decidiram estabelecer dois novos uniformes: o primeiro seria composto por camisa branca com listras verticais pretas, calções e meias brancas. O segundo, inteiramente branco. Com isso, o Santos passou a vestir o alvinegro a partir de 1913.

O Santos posado com a tradicional camisa listrada, em 1913.

 

Na década de 40, a equipe usou uma rara combinação com listras horizontais. Foto: Acervo Santos FC.

 

Mas, como o preto desbotava com o tempo e as frequentes lavagens, a equipe fez do então uniforme reserva o titular e a clássica camisa branca do Peixe virou o manto característico do esquadrão paulista. Nas décadas seguintes, o Santos fez da sua vestimenta branca conhecida no mundo inteiro graças ao brilho e talento do time dos anos 60, comandado por Pelé e Cia.

O time de 1962 com a mística camisa branca, que não sai da memória de nenhum amante do futebol. Em pé: Lima, Zito, Dalmo, Calvet, Gylmar dos Santos Neves e Mauro. Agachados: Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe.

 

O clube é um dos poucos a não ousar em seus uniformes e quase sempre teve como padrão ora a camisa branca, ora a listrada em listras finas ou grossas. Na década de 90, a equipe foi na onda dos uniformes extravagantes da época e jogou algumas partidas com calções totalmente atípicos e bem inusitados como xadrez, cheio de estrelas e mesclado em preto e branco, o que dava combinações pra lá de estranhas ao conjunto de jogo do time. No final da primeira década dos anos 2000, o Santos lançou uma camisa azul escura em 2008 como terceiro uniforme, além de uma preta com listras cinzas em 2009 e uma toda preta em 2010, ambas alternativas ao branco e ao listrado.

Em 1971, Edu (foto) com a camisa branca e as três estrelas acima do escudo, referências aos dois Mundiais, de 1962 e 1963, e à Recopa Intercontinental de 1968. Nos anos seguintes, o clube passou a adotar apenas as estrelas dos Mundiais.

 

 

Terceiro uniforme santista de 1999. Foto: Acervo Santos FC.

 

Nas comemorações do centenário, o Santos resgatou o azul e lançou um terceiro uniforme todo nesta cor e que acabou se transformando na opção número 2 em vários dos jogos do time na temporada de 2012, fato que gerou algumas críticas por parte da diretoria e da torcida, que prefere ver seu glorioso alvinegro praiano com as cores que tão bem lhe vestem há mais de cem anos: o branco da paz e o preto da nobreza.

 

Leia mais sobre grandes esquadrões e jogos eternos do Santos aqui no Imortais clicando nos links abaixo!

 

Santos Era Pelé

Santos 2002-2004

Santos 2010-2012

Santos 3×2 Corinthians 2002

Santos 5×2 Fluminense 1995

 

Este texto foi uma parceria do Imortais com o Mantos do Futebol, mais completo site brasileiro de notícias sobre camisas de futebol. Acesse este link e confira as novidades e lançamentos de todos os clubes do mundo!

Licença Creative Commons
O trabalho Imortais do Futebol – textos do blog de Imortais do Futebol foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial – SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em imortaisdofutebol.com.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *