Cristiano Ronaldo será um imortal do futebol?

Cristiano e sua quinta Champions na carreira. Quatro delas com o Real. Foto: Reuters.

 

Uma das maiores discussões da última década no futebol tem sido a famosa pergunta: “quem é maior? O português Cristiano Ronaldo ou o argentino Lionel Messi?”. Fato é que, no último ano, após a rivalidade entre os atletas ficar menor com a saída de CR7 do futebol Espanhol, pouco se falou sobre isso. Mas a realidade pouco importa – ambos têm jogado em altíssimo nível. A comparação de número de títulos, jogos e gols marcados parece até cruel ante a genialidade dos dois – cada um com suas características particulares. Ronaldo, por exemplo, sempre lembrado pela explosão, excepcional preparação física e faro de gol, joga mais pela equipe e aparece em todos os lugares do campo. Já o argentino, com uma habilidade poucas vezes vista, provoca deslumbre com arrancadas, chutes precisos, dribles estonteantes, tabelinhas e jogadas inacreditáveis.

Até o Rei do Futebol, Pelé, se rendeu aos encantos de Cristiano Ronaldo. “Tive a oportunidade de dar a ele o troféu (Bola de Ouro) há dois anos. Não há dúvida, creio que hoje nem existe essa dúvida, é o melhor jogador, o melhor goleador e o melhor atacante”, disse Pelé, em entrevista ao jornal “As”. Na transferência de CR7 para a Juventus, o eterno camisa 10 da Seleção Brasileira e do Santos comparou um momento de sua carreira com os dias de hoje. “Parabéns, Cristiano! Eu achei muito difícil defender outra camisa depois de tanto tempo no Santos, mas foi o certo a fazer. Campeões nunca se cansam de desafios”, disse o Rei na rede social Twitter.

A afirmação de Pelé faz muito sentido quando se analisa os números. Até o momento em que essa reportagem foi escrita, são 29 troféus levantados por Cristiano – desses, 5 são da Liga dos Campeões da Europa. Aliás, neste ano, a Juventus segue como uma das equipes favoritas para o título. No site de apostas Betway, paga-se 4,50 para um no caso de título (dados extraídos no dia 03 de abril de 2019). Apenas Manchester City e Barcelona estão na frente das previsões em apostas.

Após a saída do Real Madrid, Cristiano fez um acerto salarial de cifras surreais. Ganha cerca de 30 milhões de euros por temporada – note que esse valor é apenas o valor do contrato com o time italiano. Assim, tornou-se o terceiro maior salário da modalidade, ficando atrás apenas de Messi, com aproximadamente 40 milhões de euros, e o brasileiro e estrela do PSG Neymar, que ganha cerca de 36 milhões – o levantamento é feito todos os anos pela imprensa espanhola.

Neymar, que ainda é visto em um patamar abaixo dos dois maiores do mundo da atualidade, deu recente entrevista ao Players Tribune onde comentou sua admiração pelos atletas. “Aprendia todos os dias com o Messi, fora dos treinamentos ou jogando com ele, ou simplesmente vendo ele jogar. Isso me faz mais forte e aumentou a minha capacidade dentro de campo, porque sigo aprendendo com ele. É o meu ídolo”. Sobre o português, o craque brasileiro completou: “Cristiano Ronaldo é um monstro. Jogar contra ele é um prazer e uma honra. É um dos maiores do futebol, você fica mais inteligente, alerta, mas ao mesmo tempo aprende muito. Cristiano e Messi são dois dos grandes que pude me relacionar, porque quero aprender, quero mais, quero ganhar, quero mais troféus, marcar mais gols… Sigo aprendendo com eles todos os dias”, elogiou o brasileiro.

Pela seleção de Portugal, CR7 conquistou uma histórica Eurocopa em 2016.

 

Falando sobre a própria carreira, o português alterna momentos de humildade e realidade. Em entrevista à revista francesa France Football, admitiu suas qualidades. “Não digo que seja o melhor, digo que sou diferente. Sou orgulhoso de ser assim, um atleta diferente, uma pessoa diferente, com um cérebro diferente”. Essa mentalidade diferente fez com que, ao longo da carreira, mudasse várias vezes de posição, adaptando seu momento físico para melhor ajudar suas equipes.

E sobre uma possível aposentadoria, Cristiano não cravou uma data. “A idade é na cabeça e isso me permite seguir para o topo, sentir o mesmo prazer por que faço em campo, ser feliz. Sei que um dia vai terminar, em quatro, cinco, seis anos, vai saber”, completou. E para você, Cristiano será ou não um dos maiores de todos os tempos? Ou será que já é? Para o Imortais, a resposta é um imenso sim.

 

Licença Creative Commons


O trabalho Imortais do Futebol – textos do blog de Imortais do Futebol foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial – SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em imortaisdofutebol.com.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença.

2 thoughts on “Cristiano Ronaldo será um imortal do futebol?

  1. Não tenho dúvidas que pra mim já é um Imortal. E vou mais além: talvez seja o jogador com maior mentalidade vencedora do futebol. O cara ganhou de tudo, tem todas as premiações individuais possíveis e não para de querer mais. Sempre que entra em campo é o cara que mais quer a vitória. É algo surreal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *