Todos os Vencedores da Bola de Prata Placar

 

Por Gabriel Cardoso Pereira Gama

 

Há 50 anos que ela premia os melhores jogadores do Campeonato Brasileiro. É, sem dúvida, o mais prestigiado troféu individual que um jogador pode vencer no Brasil. E, se ele conseguir abocanhar também a Bola de Ouro, aí a consagração é mais do que definitiva. Criada pela saudosa revista Placar em 1970, com idealização dos jornalistas Michael Laurence e Manoel Motta, e organizada atualmente pela ESPN Brasil, a Bola de Prata possui uma história que atravessou décadas, virou o milênio e acompanhou todas as transformações do principal torneio do futebol brasileiro. Sem se importar com as mais diversas e malucas fórmulas de disputa do torneio, a premiação foca nos craques, nos atletas que fazem a diferença para seus times e também para a competição.

Nas primeiras três edições, eram premiados os melhores jogadores por posição e cada um ganhava uma Bola de Prata. Já na premiação inaugural, em 1970, Pelé foi nomeado Hors Concours e ficou acima dos demais, afinal, o Rei era apelação demais… A partir de 1973, o melhor entre todos passou a ganhar também a Bola de Ouro, semelhante à oferecida pela France Football ao melhor jogador do futebol europeu. Na segunda década do século XXI, outros prêmios foram incorporados, mas a Bola de Prata e a Bola de Ouro sempre foram as vedetes e as mais cobiçadas. É hora de viajar no tempo e conferir todos os vencedores e ainda várias curiosidades ao final do texto! Boa leitura! 🙂

 

1970

Goleiro: Picasso (Bahia)

Lateral-direito: Humberto Monteiro (Atlético-MG)

Zagueiros: Brito (Cruzeiro) e Reyes (Flamengo)

Lateral-esquerdo: Everaldo (Grêmio)

Volante: Zanata (Flamengo)

Meias: Dirceu Lopes (Cruzeiro) e Samarone (Fluminense)

Atacantes: Vaguinho (Atlético-MG), Tostão (Cruzeiro) e Paulo Cézar Caju (Botafogo)

 

1971

Concedida de forma retroativa em 2013.

 

Goleiro: Andrada (Vasco)

Lateral-direito: Humberto Monteiro (Atlético-MG)

Zagueiros: Vantuir (Atlético-MG) e Pescuma (Coritiba)

Lateral-esquerdo: Carlindo (Ceará)

Volante: Vanderlei Paiva (Atlético-MG)

Meias: Dirceu Lopes (Cruzeiro) e Rivellino (Corinthians)

Atacantes: Antônio Carlos (América-RJ), Tião Abatiá (Coritiba) e Edu (Santos)

 

1972

Goleiro: Leão (Palmeiras)

Lateral-direito: Aranha (Remo)

Zagueiros: Figueroa (Internacional) e Beto Bacamarte (Grêmio)

Lateral-esquerdo: Marinho Chagas (Botafogo)

Volante: Piazza (Cruzeiro)

Meias: Ademir da Guia (Palmeiras) e Zé Roberto (Coritiba)

Atacantes: Osni (Vitória), Alberi (ABC) e Paulo Cézar Caju (Flamengo)

Neste ano não houve premiação de Bola de Ouro.

 

1973

 

Goleiro: Cejas (Santos)

Lateral-direito: Zé Maria (Corinthians)

Zagueiros: Ancheta (Grêmio) e Alfredo Mostarda (Palmeiras)

Lateral-esquerdo: Marinho Chagas (Botafogo)

Volante: Pedro Omar (América-MG)

Meias: Dirceu Lopes (Cruzeiro) e Pedro Rocha (São Paulo)

Atacantes: Zequinha (Botafogo), Mirandinha (São Paulo) e Mário Sérgio (Vitória)

Foi a única vez na história da premiação que dois jogadores venceram a Bola de Ouro.

 

1974

Goleiro: Joel Mendes (Vitória)

Lateral-direito: Louro (Fortaleza)

Zagueiros: Figueroa (Internacional) e Miguel (Vasco)

Lateral-esquerdo: Wladimir (Corinthians)

Volante: Dudu (Palmeiras)

Meias: Mário Sérgio (Vitória) e Zico (Flamengo)

Atacantes: Osni (Vitória), Luisinho (América-RJ) e Lula (Internacional)

 

1975

Goleiro: Waldir Peres (São Paulo)

Lateral-direito: Nelinho (Cruzeiro)

Zagueiros: Figueroa (Internacional) e Amaral (Guarani)

Lateral-esquerdo: Marco Antônio (Fluminense)

Volante: Carpegiani (Internacional)

Meias: Falcão (Internacional) e Zico (Flamengo)

Atacantes: Gil (Fluminense), Palhinha (Cruzeiro) e Ziza (Guarani)

A partir deste ano, o artilheiro do campeonato também passou a ser premiado.

Artilheiro: Flávio (Internacional) – 16 gols

 

1976

Goleiro: Manga (Internacional)

Lateral-Direito: Perivaldo (Bahia)

Zagueiros: Figueroa (Internacional) e Beto Fuscão (Grêmio)

Lateral-esquerdo: Wladimir (Corinthians)

Volante: Toninho Cerezo (Atlético-MG)

Meias: Paulo Cézar Caju (Fluminense) e Paulo Isidoro (Atlético-MG)

Atacantes: Valdomiro (Internacional), Doval (Fluminense) e Lula (Internacional)

Artilheiro: Dario (Internacional) – 16 gols

 

1977

Goleiro: Edson Cimento (Remo)

Lateral-direito: Zé Maria (Corinthians)

Zagueiros: Oscar (Ponte Preta) e Polozzi (Ponte Preta)

Lateral-esquerdo: Marco Antônio (Vasco)

Volante: Toninho Cerezo (Atlético-MG)

Meias: Adílio (Flamengo) e Zico (Flamengo)

Atacantes: Tarciso (Grêmio), Reinaldo (Atlético-MG) e Paulo Cézar Caju (Botafogo)

Artilheiro: Reinaldo (Atlético-MG) – 28 gols

 

1978

Goleiro: Manga (Operário-MS)

Lateral-direito: Rosemiro (Palmeiras)

Zagueiros: Rondinelli (Flamengo) e Deodoro (Coritiba)

Lateral-esquerdo: Odirlei (Ponte Preta)

Volante: Caçapava (Internacional)

Meias: Falcão (Internacional) e Adílio (Flamengo)

Atacantes: Tarciso (Grêmio), Paulinho (Vasco) e Jésum (Bahia)

Artilheiro: Paulinho (Vasco) – 13 gols

 

1979

Goleiro: João Leite (Atlético-MG)

Lateral-direito: Nelinho (Cruzeiro)

Zagueiros: Osmar (Atlético-MG) e Mauro Galvão (Internacional)

Lateral-esquerdo: Pedrinho (Palmeiras)

Volante: Pires (Palmeiras)

Meias: Falcão (Internacional) e Jorge Mendonça (Palmeiras)

Atacantes: Jorginho (Palmeiras), Roberto Dinamite (Vasco) e Joãozinho (Cruzeiro)

Artilheiros: César (América-RJ) e Roberto César (Cruzeiro) – 13 gols

 

1980

Goleiro: Carlos (Ponte Preta)

Lateral-direito: Nelinho (Cruzeiro)

Zagueiros: Joãozinho (Santos) e Luizinho (Atlético-MG)

Lateral-esquerdo: Júnior (Flamengo)

Volante: Batista (Internacional)

Meias: Toninho Cerezo (Atlético-MG) e Sócrates (Corinthians)

Atacantes: Botelho (Desportiva Ferroviária-ES), Baltazar (Grêmio) e Mário Sérgio (Internacional)

Artilheiro: Zico (Flamengo) – 21 gols

 

1981

Goleiro: Benítez (Internacional)

Lateral-direito: Perivaldo (Botafogo)

Zagueiros: Moisés (Bangu) e Darío Pereyra (São Paulo)

Lateral-esquerdo: Marinho Chagas (São Paulo)

Volante: Zé Mário (Ponte Preta)

Meias: Elói (Inter de Limeira) e Paulo Isidoro (Grêmio)

Atacantes: Paulo César (São Paulo), Roberto Dinamite (Vasco) e Mário Sérgio (Internacional)

Artilheiro: Nunes (Flamengo) – 16 gols

 

1982

Goleiro: Carlos (Ponte Preta)

Lateral-direito: Leandro (Flamengo)

Zagueiros: Juninho Fonseca (Ponte Preta) e Edinho (Fluminense)

Lateral-esquerdo: Wladimir (Corinthians)

Volante: Batista (Grêmio)

Meias: Pita (Santos) e Zico (Flamengo)

Atacantes: Lúcio (Guarani), Careca (Guarani) e Biro-Biro (Corinthians)

Artilheiro: Zico (Flamengo) – 21 gols

 

1983

Goleiro: Roberto Costa (Athletico Paranaense)

Lateral-direito: Nelinho (Atlético-MG)

Zagueiros: Márcio Rossini (Santos) e Darío Pereyra (São Paulo)

Lateral-esquerdo: Júnior (Flamengo)

Volante: Dema (Santos)

Meias: Paulo Isidoro (Santos) e Pita (Santos)

Atacantes: Jorginho (Palmeiras), Reinaldo (Atlético-MG) e Éder (Atlético-MG)

Artilheiro: Serginho Chulapa (Santos) – 22 gols

 

1984

Goleiro: Roberto Costa (Vasco)

Lateral-direito: Édson Boaro (Corinthians)

Zagueiros: Ivan (Vasco) e De León (Grêmio)

Lateral-esquerdo: Júnior (Flamengo)

Volante: Pires (Vasco)

Meias: Romerito (Fluminense) e Assis (Fluminense)

Atacantes: Renato Gaúcho (Grêmio), Roberto Dinamite (Vasco) e Tato (Fluminense)

Artilheiro: Roberto Dinamite (Vasco) – 16 gols

 

1985

Goleiro: Rafael (Coritiba)

Lateral-direito: Luiz Carlos Winck (Internacional)

Zagueiros: Leandro (Flamengo) e Mauro Galvão (Internacional)

Volante: Dema (Santos)

Meias: Alemão (Botafogo) e Rubén Paz (Internacional)

Atacantes: Marinho (Bangu), Careca (São Paulo) e Ado (Bangu)

Artilheiro: Edmar (Guarani) – 20 gols

 

1986

Goleiro: Gilmar (São Paulo)

Lateral-direito: Alfinete (Joinville)

Zagueiros: Ricardo Rocha (Guarani) e Darío Pereyra (São Paulo)

Lateral-esquerdo: Nelsinho (São Paulo)

Volante: Bernardo (São Paulo)

Meias: Jorginho Cantinflas (Palmeiras) e Pita (São Paulo)

Atacantes: Sérgio Araújo (Atlético-MG), Careca (São Paulo) e João Paulo (Guarani)

Artilheiro: Careca (São Paulo) – 25 gols

 

1987

Goleiro: Taffarel (Internacional)

Lateral-direito: Luiz Carlos Winck (Internacional)

Zagueiros: Aloísio (Internacional) e Luizinho (Atlético-MG)

Lateral-esquerdo: Mazinho (Vasco)

Volante: Norberto (Internacional)

Meias: Milton (Coritiba) e Zico (Flamengo)

Atacantes: Renato Gaúcho (Flamengo), Berg (Botafogo) e Renato (Atlético-MG)

Artilheiro: Müller (São Paulo) – 10 gols

 

1988

Goleiro: Taffarel (Internacional)

Lateral-direito: Alfinete (Grêmio)

Zagueiros: Aguirregaray (Internacional) e Pereira (Bahia)

Lateral-esquerdo: Mazinho (Vasco)

Volante: Paulo Rodrigues (Bahia)

Meias: Bobô (Bahia) e Adílson Heleno (Criciúma)

Atacantes: Vivinho (Vasco), Zinho (Flamengo) e Nílson (Internacional)

Artilheiro: Nílson (Internacional) – 15 gols

 

1989

Goleiro: Gilmar (São Paulo)

Lateral-direito: Balu (Cruzeiro)

Zagueiros: Ricardo Rocha (São Paulo) e Paulo Sérgio (Atlético-MG)

Lateral-esquerdo: Mazinho (Vasco)

Volante: Elzo (Palmeiras)

Meias: Raí (São Paulo) e Bobô (São Paulo)

Atacantes: Bismarck (Vasco), Bizu (Náutico) e Túlio (Goiás)

Artilheiro: Túlio (Goiás) – 11 gols

 

1990

Goleiro: Ronaldo (Corinthians)

Lateral-direito: Gil Baiano (Bragantino)

Zagueiros: Adílson Batista (Cruzeiro) e Marcelo Djian (Corinthians)

Lateral-esquerdo: Biro-Biro (Bragantino)

Volante: César Sampaio (Santos)

Meias: Tiba (Bragantino) e Luís Fernando Flores (Internacional)

Atacantes: Renato Gaúcho (Flamengo), Mazinho Oliveira (Bragantino) e Careca Bianchesi (Palmeiras)

Artilheiro: Charles (Bahia) – 11 gols

 

1991

Goleiro: Marcelo Martelotte (Bragantino)

Lateral-direito: Gil Baiano (Bragantino)

Zagueiros: Márcio Santos (Internacional) e Ricardo Rocha (São Paulo)

Lateral-esquerdo: Leonardo (São Paulo)

Volante: Mauro Silva (Bragantino)

Meias: Júnior (Flamengo) e Neto (Corinthians)

Atacantes: Careca Bianchesi (Palmeiras), Mazinho Oliveira (Bragantino) e Túlio (Goiás)

Artilheiro: Paulinho McLaren (Santos) – 15 gols

 

1992

Goleiro: Gilberto (Sport)

Lateral-direito: Cafu (São Paulo)

Zagueiros: Aílton (Sport) e Alexandre Torres (Vasco)

Lateral-esquerdo: Válber (Botafogo)

Volante: Mauro Silva (Bragantino)

Meias: Júnior (Flamengo) e Zinho (Flamengo)

Atacantes: Renato Gaúcho (Botafogo), Nélio (Flamengo) e Bebeto (Vasco)

Artilheiro: Bebeto (Vasco) – 18 gols

 

1993

Goleiro: Dida (Vitória)

Lateral-direito: Cafu (São Paulo)

Zagueiros: Antônio Carlos (Palmeiras) e Ricardo Rocha (Santos)

Lateral-esquerdo: Roberto Carlos (Palmeiras)

Volante: César Sampaio (Palmeiras)

Meias: Djalminha (Guarani) e Roberto Cavalo (Vitória)

Atacantes: Edmundo (Palmeiras), Rivaldo (Corinthians) e Alex Alves (Vitória)

Artilheiro: Guga (Santos) – 15 gols

 

1994

Goleiro: Ronaldo (Corinthians)

Lateral-direito: Pavão (São Paulo)

Zagueiros: Cléber (Palmeiras) e Jorge Luís (Guarani)

Lateral-esquerdo: Roberto Carlos (Palmeiras)

Volante: Zé Elias (Corinthians)

Meias: Zinho (Palmeiras) e Rivaldo (Palmeiras)

Atacantes: Marcelinho Carioca (Corinthians), Luizão (Guarani) e Amoroso (Guarani)

Artilheiros: Amoroso (Guarani) e Túlio (Botafogo) – 19 gols

 

1995

Goleiro: Wágner (Botafogo)

Lateral-direito: Zé Maria (Portuguesa)

Zagueiros: Gamarra (Internacional) e Andrei (Juventude)

Lateral-esquerdo: Marcos Adriano (Santos)

Volante: Leandro Ávila (Botafogo)

Meias: Jamelli (Santos) e Giovanni (Santos)

Atacantes: Renato Gaúcho (Fluminense), Donizete (Botafogo) e Túlio (Botafogo)

Artilheiro: Túlio (Botafogo) – 23 gols

 

1996

Goleiro: Dida (Cruzeiro)

Lateral-direito: Alberto (Athletico Paranaense)

Zagueiros: Gamarra (Internacional) e Adílson Batista (Grêmio)

Lateral-esquerdo: Zé Roberto (Portuguesa)

Volantes: Ricardinho (Cruzeiro) e Luís Carlos Goiano (Grêmio)

Meias: Rodrigo Fabri (Portuguesa) e Djalminha (Palmeiras)

Atacantes: Paulo Nunes (Grêmio) e Renaldo (Atlético-MG)

Artilheiros: Paulo Nunes (Grêmio) e Renaldo (Atlético-MG) – 16 gols

OBS: a partir deste ano, a “formação” tática do time de escolhidos passou a ser 4-4-2, com um volante a mais em substituição a um atacante.

 

1997

Goleiro: Carlos Germano (Vasco)

Lateral-direito: Zé Carlos (São Paulo)

Zagueiros: Júnior Baiano (Flamengo) e Mauro Galvão (Vasco)

Lateral-esquerdo: Dedê (Atlético-MG)

Volantes: Doriva (Atlético-MG) e Fernando (Internacional)

Meias: Rodrigo Fabri (Portuguesa) e Zinho (Palmeiras)

Atacantes: Edmundo (Vasco) e Müller (Santos)

Artilheiro: Edmundo (Vasco) – 29 gols

 

1998

Goleiro: Dida (Cruzeiro)

Lateral-direito: Arce (Palmeiras)

Zagueiros: Gamarra (Corinthians) e Marcelo Djian (Cruzeiro)

Lateral-esquerdo: Júnior (Palmeiras)

Volantes: Vampeta (Corinthians) e Narciso (Santos)

Meias: Jackson (Sport) e Valdo (Cruzeiro)

Atacantes: Edílson (Corinthians) e Fábio Júnior (Cruzeiro)

Artilheiro: Viola (Santos) – 21 gols

 

1999

Goleiro: Dida (Corinthians)

Lateral-direito: Bruno (Atlético-MG)

Zagueiros: Roque Júnior (Palmeiras) e Cláudio Caçapa (Atlético-MG)

Lateral-esquerdo: Leandro (Vitória)

Volantes: Vampeta (Corinthians) e Rincón (Corinthians)

Meias: Marcelinho Carioca (Corinthians) e Belletti (Atlético-MG)

Atacantes: Guilherme (Atlético-MG) e Marques (Atlético-MG)

Artilheiro: Guilherme (Atlético-MG) – 28 gols

 

2000

Goleiro: Rogério Ceni (São Paulo)

Lateral-direito: Arce (Palmeiras)

Zagueiros: Cris (Cruzeiro) e Lúcio (Internacional)

Lateral-esquerdo: Sorín (Cruzeiro)

Volantes: Mineiro (Ponte Preta) e Ricardinho (Cruzeiro)

Meias: Juninho Pernambucano (Vasco) e Juninho Paulista (Vasco)

Atacantes: Ronaldinho (Grêmio) e Romário (Vasco)

Artilheiros: Dill (Goiás), Magno Alves (Fluminense) e Romário (Vasco) – 20 gols

 

2001

Goleiro: Emerson (Bahia)

Lateral-direito: Arce (Palmeiras)

Zagueiros: Daniel (São Caetano) e Gustavo (Athletico Paranaense)

Lateral-esquerdo: Léo (Santos)

Volantes: Simão (São Caetano) e Preto Casagrande (Bahia)

Meias: Kléberson (Athletico Paranaense) e Roger Flores (Fluminense)

Atacantes: Alex Mineiro (Athletico Paranaense) e Marques (Atlético-MG)

Artilheiro: Romário (Vasco) – 21 gols

 

2002

Goleiro: Diego (Juventude)

Lateral-direito: Mancini (Atlético-MG)

Zagueiros: Alex Costa (Santos) e Fábio Luciano (Corinthians)

Lateral-esquerdo: Athirson (Flamengo)

Volantes: Fábio Simplício (São Paulo) e Tinga (Grêmio)

Meias: Kaká (São Paulo) e Ramón (Vasco)

Atacantes: Robinho (Santos) e Gil (Corinthians)

Artilheiros: Luís Fabiano (São Paulo) e Rodrigo Fabri (Grêmio) – 19 gols

 

2003

Goleiro: Rogério Ceni (São Paulo)

Lateral-direito: Maurinho (Cruzeiro)

Zagueiros: Alex Costa (Santos), Fabão (Goiás)

Lateral-esquerdo: Léo (Santos)

Volantes: Renato (Santos) e Maldonado (Cruzeiro)

Meias: Alex (Cruzeiro) e Marcelinho Carioca (Vasco)

Atacantes: Grafite (Goiás) e Luís Fabiano (São Paulo)

Artilheiro: Dimba (Goiás) – 31 gols

 

2004

Goleiro: Rogério Ceni (São Paulo)

Lateral-direito: Paulo Baier (Goiás)

Zagueiros: Diego Lugano (São Paulo) e Rodrigo (São Paulo)

Lateral-esquerdo: Léo (Santos)

Volantes: Mineiro (São Caetano) e Magrão (Palmeiras)

Meias: Petkovic (Vasco) e Ricardinho (Santos)

Atacantes: Robinho (Santos) e Washington (Athletico Paranaense)

Artilheiro: Washington (Athletico Paranaense) – 34 gols

 

2005

Goleiro: Fábio Costa (Corinthians)

Lateral-direito: Cicinho (São Paulo)

Zagueiros: Diego Lugano (São Paulo) e Gamarra (Palmeiras)

Lateral-esquerdo: Jadílson (Goiás)

Volantes: Marcelo Mattos (Corinthians) e Mineiro (São Paulo)

Meias: Petkovic (Fluminense) e Juninho Paulista (Palmeiras)

Atacantes: Tevez (Corinthians) e Rafael Sóbis (Internacional)

Artilheiro: Romário (Vasco) – 22 gols

 

2006

Goleiro: Rogério Ceni (São Paulo)

Lateral-direito: Ilsinho (São Paulo)

Zagueiros: Fabão (São Paulo) e Índio (Internacional)

Lateral-esquerdo: Kléber (Santos)

Volantes: Mineiro (São Paulo), Lucas Leiva (Grêmio)

Meias: Wagner (Cruzeiro) e Zé Roberto (Botafogo)

Atacantes: Aloísio Chulapa (São Paulo) e Fernandão (Internacional)

Artilheiro: Souza (Goiás) – 17 gols

 

2007

Goleiro: Rogério Ceni (São Paulo)

Lateral-direito: Leonardo Moura (Flamengo)

Zagueiros: Thiago Silva (Fluminense) e Breno (São Paulo)

Lateral-esquerdo: Kléber (Santos)

Volantes: Hernanes (São Paulo) e Richarlyson (São Paulo)

Meias: Valdivia (Palmeiras) e Thiago Neves (Fluminense)

Atacantes: Acosta (Náutico) e Leandro Amaral (Vasco)

Artilheiro: Josiel (Paraná) – 20 gols

 

2008

Goleiro: Rogério Ceni (São Paulo)

Lateral-direito: Vítor (Goiás)

Zagueiros: André Dias (São Paulo) e Miranda (São Paulo)

Lateral-esquerdo: Juan (Flamengo)

Volantes: Hernanes (São Paulo) e Ramires (Cruzeiro)

Meias: Tcheco (Grêmio) e Wagner (Cruzeiro)

Atacantes: Borges (São Paulo) e Nilmar (Internacional)

Artilheiros: Keirrison (Coritiba), Kléber Pereira (Santos) e Washington (Fluminense) – 21 gols

 

2009

Goleiro: Victor (Grêmio)

Lateral-direito: Jonathan (Cruzeiro)

Zagueiros: André Dias (São Paulo) e Miranda (São Paulo)

Lateral-esquerdo: Kléber (Internacional)

Volantes: Pierre (Palmeiras) e Guiñazú (Internacional)

Meias: Petkovic (Flamengo) e Marcelinho Paraíba (Coritiba)

Atacantes: Adriano (Flamengo) e Diego Tardelli (Atlético-MG)

Artilheiros: Adriano (Flamengo) e Diego Tardelli (Atlético-MG) – 19 gols

 

2010

Goleiro: Fábio (Cruzeiro)

Lateral-direito: Mariano (Fluminense)

Zagueiros: Chicão (Corinthians) e Alex Silva (São Paulo)

Lateral-esquerdo: Roberto Carlos (Corinthians)

Volantes: Elias (Corinthians) e Jucilei (Corinthians)

Meias: Montillo (Cruzeiro) e Darío Conca (Fluminense)

Atacantes: Neymar (Santos) e Jonas (Grêmio)

Artilheiro: Jonas (Grêmio) – 23 gols

 

2011

Goleiro: Fernando Prass (Vasco)

Lateral-direito: Mário Fernandes (Grêmio)

Zagueiros: Dedé (Vasco) e Paulo André (Corinthians)

Lateral-esquerdo: Juninho (Figueirense)

Volantes: Paulinho (Corinthians) e Marcos Assunção (Palmeiras)

Meias: Ronaldinho (Flamengo) e Montillo (Cruzeiro)

Atacantes: Fred (Fluminense) e Neymar (Santos)

Artilheiro: Borges (Santos) – 23 gols

 

2012

Goleiro: Diego Cavalieri (Fluminense)

Lateral-direito: Marcos Rocha (Atlético-MG)

Zagueiros: Réver (Atlético-MG) e Leonardo Silva (Atlético-MG)

Lateral-esquerdo: Carlinhos (Fluminense)

Volantes: Ralf (Corinthians) e Paulinho (Corinthians)

Meias: Zé Roberto (Grêmio) e Ronaldinho (Atlético-MG)

Atacantes: Lucas Moura (São Paulo) e Fred (Fluminense)

Artilheiro: Fred (Fluminense) – 20 gols

OBS.: Neste ano, foi escolhido também o jogador revelação e Neymar ganhou a nomeação de Hors Concours, a exemplo de Pelé em 1970 (vale lembrar que Neymar deixou o futebol brasileiro já em 2013).

Revelação: Bernard (Atlético-MG)

Hors Concours: Neymar (Santos)

 

2013

Goleiro: Fábio (Cruzeiro)

Lateral-direito: Mayke (Cruzeiro)

Zagueiros: Dedé (Cruzeiro) e Rodrigo (Goiás)

Lateral-esquerdo: Alex Telles (Grêmio)

Volantes: Elias (Flamengo) e Nilton (Cruzeiro)

Meias: Seedorf (Botafogo) e Éverton Ribeiro (Cruzeiro)

Atacantes: Diego Tardelli (Atlético-MG) e Walter (Goiás)

Artilheiro: Éderson (Athletico Paranaense) – 21 gols

 

2014

Goleiro: Marcelo Grohe (Grêmio)

Lateral-direito: Marcos Rocha (Atlético-MG)

Zagueiros: Gil (Corinthians) e Rafael Tolói (São Paulo)

Lateral-esquerdo: Zé Roberto (Grêmio)

Volantes: Charles Aránguiz (Internacional) e Lucas Silva (Cruzeiro)

Meias: Ricardo Goulart (Cruzeiro) e Paulo Henrique Ganso (São Paulo)

Atacantes: Diego Tardelli (Atlético-MG) e Paolo Guerrero (Corinthians)

Artilheiro: Fred (Fluminense) – 18 gols

 

2015

Goleiro: Marcelo Grohe (Grêmio)

Lateral-direito: Rafael Galhardo (Grêmio)

Zagueiros: Gil (Corinthians) e Pedro Geromel (Grêmio)

Lateral-esquerdo: Douglas Santos (Atlético-MG)

Volantes: Elias (Corinthians) e Rafael Carioca (Atlético-MG)

Meias: Renato Augusto (Corinthians) e Jadson (Corinthians)

Atacantes: Luan (Grêmio) e Lucas Pratto (Atlético-MG)

Artilheiro e Chuteira de Ouro: Ricardo Oliveira (Santos) – 20 gols

Revelação: Gabriel Barbosa (Santos)

OBS.: Neste ano, o goleiro Rogério Ceni, do São Paulo, ganhou o prêmio Conjunto da Obra

 

2016

Goleiro: Jailson (Palmeiras)

Lateral-direito: Jean (Palmeiras)

Zagueiros: Pedro Geromel (Grêmio) e Réver (Flamengo)

Lateral-esquerdo: Fábio Santos (Atlético-MG)

Volantes: Willian Arão (Flamengo) e Tchê Tchê (Palmeiras)

Meias: Moisés (Palmeiras) e Dudu (Palmeiras)

Atacantes: Robinho (Atlético-MG) e Gabriel Jesus (Palmeiras)

Artilheiros e Chuteiras de Ouro: Diego Souza (Sport), Fred (Atlético-MG) e William Pottker (Ponte Preta) – 14 gols

Neste ano foram concedidos mais três prêmios extras:

Futebol Feminino: Formiga (São José Esporte Clube)

Prancheta de Prata: Cuca, técnico do Palmeiras

Prêmio Especial à Chapecoense

 

2017

Goleiro: Vanderlei (Santos)

Lateral-direito: Fágner (Corinthians)

Zagueiros: Pedro Geromel (Grêmio) e Balbuena (Corinthians)

Lateral-esquerdo: Thiago Carleto (Coritiba)

Volantes: Michel (Grêmio) e Hernanes (São Paulo)

Meia: Thiago Neves (Cruzeiro)

Atacantes: Luan (Grêmio) e Dudu (Palmeiras)

Centroavante: Jô (Corinthians)

Artilheiros e Chuteiras de Ouro: Henrique Dourado (Fluminense) e Jô (Corinthians) – 18 gols

Futebol Feminino: Sole Jaimes (Santos)

Prêmio Telê Santana (ao melhor técnico): Fábio Carille (Corinthians)

 

2018

Goleiro: Weverton (Palmeiras)

Lateral-direito: Mayke (Palmeiras)

Zagueiros: Pedro Geromel (Grêmio) e Víctor Cuesta (Internacional)

Lateral-esquerdo: Renê (Flamengo)

Volantes: Rodrigo Dourado (Internacional) e Bruno Henrique (Palmeiras)

Meia: Lucas Paquetá (Flamengo)

Atacantes: Éverton Cebolinha (Grêmio) e Dudu (Palmeiras)

Centroavante: Gabriel Barbosa (Santos)

Artilheiro e Chuteira de Ouro: Gabriel Barbosa (Santos) – 18 gols

Prêmio Telê Santana: Luiz Felipe Scolari (Palmeiras)

Neste ano foram incluídos mais dois prêmios:

Gol Mais Bonito: Wescley (Ceará)

Melhor Árbitro: Rafael Traci

 

2019

Goleiro: Diego Alves (Flamengo)

Lateral-direito: Rafinha (Flamengo)

Zagueiros: Gustavo Gómez (Palmeiras) e Lucas Veríssimo (Santos)

Lateral-esquerdo: Jorge (Santos)

Volantes: Willian Arão (Flamengo) e Gerson (Flamengo)

Meia: De Arrascaeta (Flamengo)

Atacantes: Bruno Henrique (Flamengo) e Dudu (Palmeiras)

Centroavante: Gabriel Barbosa (Flamengo)

Artilheiro e Chuteira de Ouro: Gabriel Barbosa (Flamengo) – 25 gols

Prêmio Telê Santana: Jorge Jesus (Flamengo)

Gol Mais Bonito: De Arrascaeta (Flamengo)

Revelação: Michael (Goiás)

Prêmio espnW futebol feminino: Millene (Corinthians)

 

Números e Curiosidades

 

Clubes com mais prêmios na Bola de Prata

 

 

Jogadores com mais prêmios na Bola de Prata

 

 

Jogadores Estrangeiros com mais prêmios na Bola de Prata

 

  • Clube com mais jogadores em uma seleção: Flamengo 2019, com 7 atletas;
  • Jogadores que mais venceram prêmios em um único ano: Zico (1982), Careca (1986), Edmundo (1997), Romário (2000), Adriano (2009), Jô (2017) e Gabriel Barbosa (2019): 3 troféus (Bola de Ouro, Bola de Prata e Artilheiro);
  • Jogadores com mais Bolas de Prata consecutivas: Pedro Geromel e Dudu (4 Bolas de Prata cada);
  • Roberto Costa é o único goleiro a vencer duas Bolas de Ouro consecutivas na história (1983 e 1984);
  • Rogério Ceni é o jogador com maior número de Bolas de Prata na história: 6 troféus

 

 

Licença Creative Commons
O trabalho Imortais do Futebol – textos do blog de Imortais do Futebol foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial – SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em imortaisdofutebol.com.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença.

4 thoughts on “Todos os Vencedores da Bola de Prata Placar

  1. Mais uma grande apresentação em resumo desse prêmio para a história do nosso futebol, obrigado a Gabriel (autor) e a mente mater Guilherme… a título de curiosidade, não me lembrava que tinha sido o Neymar do Santos em 2011, muitos da imprensa elegeram Diego Souza do Vasco da Gama…

  2. Ola boa tarde.

    Gosto do vosso texto e lindo e faz me viver no futebol mas a um texto que voces podiam fazer o de juventus dos anos 70 um time so de italianos foi a base da seleçao nas copas de 78

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo protegido. Precisa de algo? Entre em contato com o autor.