5 gênios da bola que ajudam a contar a história do futebol

 

Desde a sua origem na Inglaterra o futebol se popularizou e se tornou o esporte mais conhecido e praticado mundialmente, além de movimentar uma indústria que gera bilhões de dólares todos os anos. Porém, nada disso seria possível se não fosse por grandes futebolistas do passado, responsáveis por transformar o desporto que era jogado por operários britânicos durante a revolução industrial no fenômeno que é hoje.

Para honrar este fato, criamos uma lista com alguns gênios da bola que ajudam a contar a história desse esporte maravilhoso que atrai milhares de espectadores para verem o espetáculo dentro das quatro linhas. E esses espectadores não só torcem para suas equipes e jogadores favoritos como também aproveitam que o bet365 é um dos melhores sites de apostas no Brasil e dão seus pitacos, assistem aos jogos religiosamente e apoiam seus ídolos nas redes sociais.

 

1 – Pelé

Ninguém melhor para começar essa lista que o Atleta do Século. Edson Arantes do Nascimento, que há poucos dias acabou de completar 80 anos, é um daqueles personagens que está acostumado a ser ovacionado pelas multidões. O seu talento dentro das quatro linhas e a quantidade de títulos que conquistou lhe renderam o título de Rei do Futebol. Pelé foi o primeiro fenômeno em escala global do esporte na época em que os televisores começaram a transmitir as partidas da Copa do Mundo – todo o globo ficou abismado ao ver um jovem de 17 anos ser um dos principais responsáveis pela conquista do 1º título mundial da Seleção Brasileira, em 1958. A partir de então, Pelé construiu uma carreira sólida no Santos, ganhou duas Taças Libertadores, mais duas Copas do Mundo, além de ter marcado mais de mil gols. Até hoje o lendário jogador inspira os craques da atualidade e tem lugar cativo no coração do povo brasileiro.

 

2 – Diego Maradona

O homem que rivaliza com Pelé – para os argentinos Maradona é melhor, mas o resto do mundo discorda veementemente. O canhoto era um monstro dentro de campo, e os argentinos basicamente veem ele como um Deus da bola, sendo o principal responsável pela conquista da Copa do Mundo de 1986 pela Argentina e destacando-se na Europa ao jogar no Napoli e Barcelona. Em 680 jogos oficiais, marcou 346 gols.

 

3 – Zinédine Zidane

É um dos maiores carrascos da Seleção Brasileira em todos os tempos ao derrotar a equipe canarinha em duas copas do mundo – em uma delas, a final de 1998, marcou dois gols e a França sagrou-se campeã em casa. O ex-futebolista até hoje é visto como um sinônimo de elegância dentro de campo, e muitos dizem que ele jogava de “terno e gravata”. Um maestro dentro das quatro linhas, orquestrou por anos o meio-campo tanto da Juventus de Turim quanto do Real Madrid. Conquistou praticamente tudo que disputou, além de ser considerado 3 vezes o melhor jogador do mundo.

 

4 – Ferenc Puskás

O atacante húngaro era uma fera em bombardear o gol do adversário com seus potentes chutes com o pé esquerdo. Junto a Alfredo Di Stefano, ajudou o Real Madrid a dominar o futebol europeu na década de 1950. Puskás era um dos principais jogadores da histórica seleção húngara, sendo considerado o melhor jogador do Mundial de 1954 e participou da conquista da Medalha de Ouro Olímpica em 1952. Foi um dos mais prolíficos atacantes de todos os tempos com médias de gols impressionantes.

 

5 – Alfredo Di Stéfano

Outro grande meia-atacante argentino e que é um dos grandes ídolos do Real Madrid. Pode ser considerado um jogador completo, habilidoso, rápido, com passes precisos e taticamente à frente do seu tempo. Incrivelmente, jogou por três seleções (Argentina, Colômbia e Espanha), mas infelizmente não disputou nenhuma Copa do Mundo. Simplesmente foi protagonista nas 5 conquistas consecutivas do Real Madrid da Liga dos Campeões da UEFA, e em 706 jogos oficiais marcou 516 gols.

 

Licença Creative Commons
O trabalho Imortais do Futebol – textos do blog de Imortais do Futebol foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição – NãoComercial – SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Com base no trabalho disponível em imortaisdofutebol.com.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença.

4 thoughts on “5 gênios da bola que ajudam a contar a história do futebol

  1. Outra figura que mudou o esporte que conhecemos em uma esfera global foi Ronaldo Fenômeno…
    Entre 96 e 99 ele reinou absoluto em termos de marketing e era Top 1 e referência técnica para todos os aspirantes a futebolistas
    Foi o modelo midiático do fim dos anos 90 ao começo de 2000 que influenciou o que conhecemos hoje no marketing do futebol…

  2. Mais um ótimo trabalho!!! A título de info, para mim um deles deveria sair (não saberia dizer quem, talvez o Zidane) para a entrada de Johann Cruyff. Motivo: além de craque do Olimpo do futebol, foi protagonista da maior revolução do futebol, trazendo para a beleza do jogo o primor tático!!! Para fins de HISTÓRIA, Cruyff é mais personagem por exemplo que o Zidane (não desmerecendo esse outro monstro do futebol)… Vlw

    1. Sem dúvida! Aqui foram apenas cinco gênios, não necessariamente os cinco melhores. E Cruyff está entre os 5 melhores da história sem dúvida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Conteúdo protegido. Precisa de algo? Entre em contato com o autor.