Grandes jogadores sul-americanos que já disputaram a Premier League

 

Todos nós sabemos que o Campeonato Inglês é um dos mais competitivos e difíceis do mundo. A famosa Premier League é constantemente palco de grandes jogos que ficam marcados na história do esporte. Times como Manchester City, Liverpool, Chelsea, Manchester United e Arsenal são alguns dos protagonistas dessas incríveis partidas no país. E, com a expansão do torneio principalmente nos anos 2000, não demorou muito para a competição atrair craques de outros lugares do mundo. Vamos conferir no Apostas Esportivas 24 dois grandes jogadores que ainda participam da Premier League e quatro que já participaram da competição:

 

Sergio Agüero – ARG (Manchester City)

O argentino já é uma lenda do Manchester City e entrou para a história com o gol que encerrou o jejum de mais de quatro décadas sem títulos dos Citizens no Campeonato Inglês, em 2012. Há 10 anos vestindo a camisa do City, Agüero sempre figurou entre os principais artilheiros da competição, detém o recorde de hat-tricks (12 vezes) e é o maior artilheiro não-inglês na era Premier League com 182 gols. Sem dúvida alguma um dos principais craques sul-americanos de toda a história do torneio.

 

Alisson – BRA (Liverpool)

O brasileiro chegou como o goleiro mais valioso do planeta em 2018 e status de salvador após anos de goleiros medianos na meta dos Reds. E, jogo após jogo, Alisson confirmou as expectativas com defesas sensacionais e uma regularidade impressionante. Com uma defesa no final do jogo contra o Napoli, salvou a classificação do Liverpool para as oitavas de final da Liga dos Campeões de 2018-2019. E, naquela mesma temporada, venceu diversos prêmios, entre eles o Prêmio Yashin de Melhor Goleiro do Mundo. Alisson permaneceu 21 jogos sem sofrer gols na Premier League de 2018-2019 e venceu a Luva de Ouro de melhor camisa 1 do torneio. Na temporada 2019-2020, sofreu com algumas lesões e disputou apenas 29 dos 38 jogos da campanha do título inglês – em 13 partidas não sofreu gols -, além de ter ficado de fora das oitavas da Liga dos Campeões. Foram 88 partidas com a camisa dos Reds entre 2018 e 2020 e 42 jogos sem levar gols.

 

Gilberto Silva – BRA (Arsenal – 2002-2008)

Brilhante no meio de campo do lendário Arsenal dos anos 2000, Gilberto Silva virou um monstro no clube inglês com atuações fantásticas, eficientes e quase perfeitas tecnicamente. Jogou de 2002 até 2008 no time e virou até capitão quando já estava consagrado. Além de ser ótimo no meio, ainda se arriscava no ataque graças a sua técnica, e marcava uns golzinhos de vez em quando. Foi um ídolo no time e um dos poucos brasileiros a conseguir imenso sucesso no futebol inglês. Integrou ainda a seleção brasileira campeã da Copa do Mundo de 2002.

 

Carlos Tevez – ARG (West Ham 2006-2007 / Manchester United 2007-2009 / Manchester City 2009-2013)

O famoso jogador argentino já passou por diversos clubes e teve na Inglaterra alguns de seus grandes momentos na carreira. Após uma rápida passagem no West Ham, foi jogar no Manchester United, em 2007, e faturou vários títulos, entre eles a Liga dos Campeões da UEFA de 2007-2008, formando um ataque fabuloso ao lado de Cristiano Ronaldo e Wayne Rooney. Deixou o United para jogar no City, onde seguiu jogando bem e mostrando seu futebol característico futebol de muita entrega e raça.

 

Luis Suárez – URU (Liverpool 2011-2014)

De 2010 até 2014, El Pistolero foi a principal referência no ataque do Liverpool e, mesmo com polêmicos vividas dentro dos gramados, fez a alegria da torcida com gols, assistências e grandes atuações ao lado de Gerrard e Sturridge. Seu melhor momento aconteceu na temporada 2013-2014, quando marcou 31 gols em 33 jogos e faturou a Chuteira de Ouro da Europa. Deixou o clube para jogar no Barcelona pela bagatela de 82,3 milhões de euros.

Alex – BRA (Chelsea 2004-2012)

Após a regularização de contrato e término do empréstimo para o PSV – pelo qual jogou de 2004 até 2007 -, o zagueiro brasileiro Alex foi para o Chelsea em definitivo no ano de 2007 para formar uma notável dupla de zaga ao lado de John Terry. O defensor não se intimidou na liga inglesa e mostrou um futebol de belas atuações e com gols em chutes fortes e belas cabeçadas. Mesmo com seu desempenho notável, Alex ficou de fora da Copa do Mundo de 2010 por conta de lesões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

error: Conteúdo protegido. Precisa de algo? Entre em contato com o autor.